1. Skip to Menu
  2. Skip to Content
  3. Skip to Footer

A Empresa Baiana de Água e Saneamento S.A. – Embasa - é uma sociedade de economia mista de capital autorizado e pessoa jurídica de direito privado. O Governo do Estado da Bahia é o seu acionista majoritário.
A partir de 2007, a Embasa, sob nova gestão, focou sua energia na captação de recursos do Programa de Aceleração do Crescimento – PAC – para o Saneamento e de outros agentes financiadores, assim como na atualização de projetos de abastecimento de água e esgotamento sanitário visando a universalização dos serviços prevista pelo Programa Água para Todos do Governo do Estado. A Empresa tornou-se a principal executora das ações deste programa com uma carteira de 282 obras de ampliação e implantação de sistemas de água e esgoto, em todas as regiões do estado, recursos no valor de R$1,82 bilhão, 221 municípios e 3,5 milhões de baianos beneficiados.


A localidade de Santana e as comunidades que a cercam ocupam uma grande área no sul da Bahia, e para realizar a distribuição de Água Tratada para as comunidades foram necessárias a instalação de diversas estações de bombeamento e reservatório intermediários. Sendo de muito difícil acesso a estes locais, era necessário a utilização de um sistema de controle e monitoração à distância e portanto decidido por utilizar rádio enlace. O Sistema de Supervisão e Controle projetado e instalado em Santana tem por principal objetivo disponibilizar em tempo real as informações de cada estação e a possibilidade destas estações serem operadas por dois centros de controle distintos interligados por link de rádio enlace dedicado.

O escopo da solução fornecida pela Autômata Engenharia compõe os seguintes serviços:

  • Desenvolvimento de Software para Controlador Programável AL-2004, que tem por função gerenciar as comunicações Modbus-RTU entre as Estações e entre os dois Concentradores, do fabricante ALTUS;
  • Desenvolvimento de Software para Controlador Programável PL-104, que tem por função o controle e monitoração das Estações de Bombeamento e Reservatórios, do fabricante ALTUS;
  • Desenvolvimento de Software para Sistema de Supervisão Elipse E3;
  • Integração do Sistema de Supervisão com um banco de dados Microsoft SQL Server 2003.


A arquitetura da solução implantada é a que segue:

Arquitetura - Embasa

O Sistema como um todo é composto pelos seguintes números:

  • 2 Sistemas de Supervisão Elipse E3 Independentes;
  • 1 Servidor de Banco de Dados Microsoft SQL Server 2003 junto de cada Sistema de Supervisão;
  • 2 Concentradores com CLP da Família AL-2004/AL-2005;
  • 14 CLP´s da Família Piccolo para o controle local de Estações e Reservatórios;
  • 3 Links de Rádio Enlace em 1200bps;

Totalizando mais de 600 pontos de I/O controlados, monitorados e disponibilizados para os Sistema de Supervisão e Controle e Banco de Dados Microsoft SQL Server 2003.


O Software dos Controladores Programáveis podem ser divididos em 3 grupos:
Software do Concentrador;
Software das Estações de Bombeamento;
Software dos Reservatórios.
O Concentrador consiste em um Rack de CLP da série AL-2004, que tem por responsabilidade gerenciar a comunicação do link de rádio entre as estações e reservatórios, compilando os dados e redistribuindo para os pontos necessários. Também recebe os comandos e parâmetros provenientes do Sistema de Supervisão e envia para as estações. O aplicativo desenvolvido para as Estações de Bombeamento é responsável pelo controle das Bombas de Água, onde faz o intertravamento com o I/O instalado, realizando lógica de rodízio Automático para que o desgaste nos equipamentos aconteça de uma forma controlada, implantação de Horosazonal para o controle do consumo de energia nas Estações, controle de válvulas de recalque, além de informar a situação dos reservatórios da estação. Por fim, o aplicativo para os Reservatórios disponibiliza a situação do nível para o Concentrador.
O Sistema de Supervisão foi desenvolvido em plataforma Elipse E3, e apresenta as seguintes características:
- Possibilidade de Controle e Comando total das estações;
- Geração de Relatórios de operação, com gráficos e análises precisas dos acontecimentos;
- Construção das Telas de Estações no estilo de bibliotecas, onde existe apenas uma Tela Desenvolvida e que no momento da apresentação para o Usuário, esta Tela se modifica de acordo com a Estação e suas características;
- Controle de Acesso em vários níveis para as diversas ferramentas do Sistema de Supervisão;
- Registro dos dados de campo em Banco de Dados Microsoft SQL Server 2003.

Contato junto ao cliente para maiores informações: